Nossa Senhora da Abadia

Nossa Senhora da Abadia

Em 2020 vamos celebrar o Jubileu mariano dos 150 anos da espiritualidade voltada para Nossa Senhora da Abadia, na cidade de Romaria da Água Suja, no Triângulo Mineiro. Nos últimos anos tem crescido, de forma impressionante, o número de romeiros e romeiras, vindos de várias partes do Brasil. É gratificante sentir a fé e a expressão religiosa do povo, que não mede sacrifício para participar.

O Santuário de Romaria é expressão de fé do povo do Triângulo, sob a responsabilidade da Arquidiocese de Uberaba. Ele deve estar presente no coração de nosso povo, mas principalmente, na vida pastoral de cada padre, tornando-se também peregrino da fé. Aos poucos estamos sentindo essa realidade acontecer. São poucos os que não comparecem para ajudar nas celebrações e confissões.

Neste ano de 2017, a presença de padres de nossa Arquidiocese em Romaria foi grande, muito bonita e gratificante, que merece os parabéns. Aliás, padres se sentindo também como romeiros, indo diante da imagem de Nossa Senhora, rezando seu terço e fazendo suas orações. Realmente temos também que testemunhar a nossa fé para ajudar nosso povo na vida cristã.

Há os que já conseguiram entender o valor da religiosidade popular, caminho para o encontro com Jesus Cristo, que o Santuário é nosso, e temos responsabilidade sobre ele. Estar em Romaria durante o tempo da Festa é um verdadeiro aprendizado para todos nós e nos faz ser mais povo e nos identifica com a simplicidade tão proclamada por Jesus e confirmada nas palavras do Papa Francisco.

Pela dimensão que a Festa de Romaria tem sido, com o crescimento de romeiros, não podemos ficar insensíveis a essa realidade. A preocupação deve ser de toda a Arquidiocese, do arcebispo, dos padres, dos diáconos, dos religiosos, dos seminaristas e das lideranças comprometidas com a causa da evangelização. Maria traz o povo, mas nós temos o compromisso de evangelizá-lo.

Pesa sobre a nossa Igreja Particular o compromisso com a evangelização missionária. Isso acontece nos momentos fortes de peregrinação a Romaria. Os romeiros, sensíveis à Palavra de Deus, esperam muito de nós, mas precisamos fazer a nossa parte. Cada padre ter o cuidado de programar sua agendo, não deixando de lado sua ajuda nos Santuários sob nossa responsabilidade.

Dom Paulo Mendes Peixoto
Arcebispo de Uberaba.